Listen to me

sábado, 13 de agosto de 2016

Guacalittlenight

Let me
I need the road
I feel the road
I hit the road

She's so black
She's dark and thick
The music is mine
The night is all mine

Break unfinished recent bounds
This bounds were not meant for tonight
I need to be alone
I need to feel the emptiness
So I inspire
So I claim

Let me...
I need to feel to hit the road

sexta-feira, 29 de julho de 2016

2014

Terminei de repassar suas fotos
Sua intimidade
Entendo melhor agora
Mesmo que eu conseguisse acessar todas as suas fotos
Eu só tenho isso,
Mesmo que você me contasse todas as histórias
Eu só tenho minha visão
Sua versão
A verdade é que a intimidade é sua
E isso é inviolável

(nudes, boys, festas, prints, emojis...)




Repassando toda a sua vida
Notei que tem muito da minha lá
Você foi desesperadamente
Transtornadamente apaixonado.

Repassando suas fotos
Impossível não me re-apaixonar
Por aqueles que fomos
Apesar do olhar de inocência
Era nosso mundo
Foi tão intenso
Que me puxa de novo pra voltar
É vermelho
É uma luz forte
É uma marca de sangue
Tudo explodiu

Não tem como saber
Como seria e se seria
Aquele fervor com nossa cabeça de hoje

Amanhã vou acordar com saudade
Amanhã vou acordar mais forte, com a verdade
Não tem mais nada que eu precise ver por hoje
Um beijo
E durma bem
[flores]

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Um Salto, Um Mergulho e Um Fim

é um salto:
é um pulo, um mergulho que falta
molhar a cabeça
é só engolir essa pílula
basta ir embora e recomeçar

é um sonho:
é palpite
É ARRISCADO
peça pra vida um pedaço
uma parte do sim
e se for não, que seja enfim

é um sentido:
é ação
é o depois após o antes
quando vi já fui
e vou lá saber porque fui
só sei que sou
soa esse som
que eu já tô zonzo
com esse não-vai-nem-fica
de uma vida bajulada
é só largar mão
é só um medo

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Chego

chega.
eu não vou compreender a dor
não vou definir a ferida
é tudo sentimento,
sentimento é de sentir

passei do limite
tardei por demais preso a ti
que já não sinto ódio
nada vai me empurrar pra fora daqui
de perto posso estudar
elaborar...

...chega.

eu nunca vou saber que mata
esperar ou tudo ou nada
não se calcula a emoção
sentimento é tudo que dói.

e fim.

domingo, 29 de maio de 2016

Lembranças Rancorosas

Será que o fato deu ter demonstrado admiração e carinho unilateral noite passada
Tem relação com as lembranças rancorosas que me acordaram nessa manhã?

Minha presença é uma joia preciosa
Cuidarei mais dela
Guardarei mais ela

Minhas palavras são um doce raro
Guardarei mais elas
Ouvirei mais delas


quinta-feira, 3 de março de 2016

Ponto de Vista

- Por que parece tão confuso aqui no meio da tempestade?
- Por conta do ponto de pista.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Furia e Vida e Vento - Efêmero

E essa fúria?
Que seja efêmera.
O pior é achar que minhas palavras foram efêmeras.
Voando pelo vento,
Como se apenas por uma sutil faísca
Você pudesse compreendê-las.
Sem que eu repita
Sem que você reveja
Foi o espetáculo
Sem ensaio e sem treino
Sem volta e cem vezes.
Vida, é ela
É só ela, assim.

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Que quando onde porque?

Qndo que a gente morre?
Podia ser um consenso.

Que morra quem eu amo.
Só assim vou me sentir vivo.

Que viva quem eu odeio.
Nunca saberão pq estão nessa viagem.

You're so damn ridiculous.
You deserve, you don't deserve.

Formiga na tela.

Se você morresse, minha dor acabaría sim.
Você vem cheio de facas e quer que eu fique tranquilo.
To tranquilo desde que você morra e me deixe em paz.
E que todos morram.
So fique a lua.
Morreu a formigs na tela.
Eu matei.

sábado, 16 de janeiro de 2016

O Passarinho No Meu Quarto

E tenho tido muitos sonhos confusos dos quais não me lembro bem.

Ontem apareceu um passarinho dentro do meu quarto e eu não consegui libertá-lo.
A barata estava no lugar de sempre.
Fiquei dividindo atenção entre os dois.
Logo imaginei a barata como meu medo e o pássaro como minha liberdade.
E eu, nesse momento de transição, dividido entre os dois.
De manhã acordei com o pássaro fazendo barulho. Estava preso atrás do guarda roupa.
Talvez tenha morrido lá atrás. Continuar a analogia pode ser perigoso então.

Mas o fato é que continuei através do sonho.
No meu sonho eu consegui tirá-lo de lá chamando-o.
Ele pousou no meu dedo e confiou em mim.
Ele não teve medo de mim.
Então eu pude levá-lo pra onde eu quis ao mesmo tempo em que me sentia guardião dele.

No momento estou tranquilo.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Mais Forte do que Eu

Dia primeiro de 2016.
Mas o meu relato é de ontem.
O meu relato é de antes.
De quando de um tudo eu fiz pra tentar entender o que acontece comigo
O meu corpo não tem sido suficiente
De copo em copo
De dança a dança
Com a finalidade sexual mais genuína
E é onde eu acabo
Acabo caindo no ciclo
Mas tudo já acabou
E eu ainda continuo
De pista a pista
De buraco a buraco...

Isso não vai ficar assim
Agora também tenho voz ativa
O que eu não quero vai sair
Eu serei mais forte do que eu.