Listen to me

domingo, 29 de abril de 2012

Corujas Protetoras

O corpo é a matéria podre
Não quero apodrecer também
Mais podres são esses pensamentos
Quero clareza, limpeza, meu amor

Meus bens são meus seres humanos
Nossas burocracias são abraços
Nosso lucro é o amor
Máscaras de sentimentos de papel

Aracnídeos te corroendo a pele
Eu me sirvo bem de fungos
Afaste-nos dos vírus
Pedimos às corujas protetoras

Amém

2 comentários:

  1. Lendo seu blog e desde já, amando...parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado caro Anônimo. Se puder, me ajude.

    ResponderExcluir